Favoritos

Você não favoritou nenhum post ainda. Para fazer isso, basta clicar no ícone presente nas páginas.

  • Como ter uma rotina de home office equilibrada durante a pandemia?

  • Com a rotina de home office se estendendo em função da pandemia da Covid-19, muitas empresas estão preocupadas com a saúde dos seus colaboradores. Isso porque, é muito comum as pessoas trabalharem mais em casa e perderem a noção do horário de parar para almoçar, descansar um pouco e dormir.


    Seguir a rotina como se estivesse saindo para estudar ou trabalhar é uma dica para manter a qualidade de vida em tempos de home, comenta o professor do curso de Fisioterapia da Escola de Saúde e da Vida e Líder da Fisioterapia do Centro de Reabilitação HSL/Pucrs, Pedro Henrique Deon. “Trocar de roupa, tomar café da manhã e se preparar para a jornada de trabalho ou estudo ajuda a manter o foco nas atividades. Outra sugestão é respeitar os horários de pausa e de refeição que você teria no ambiente físico. Essas atitudes ajudam a desenvolver um comportamento de trabalho”, pontua.

    Outro fator fundamental é cuidar da postura. Sabe aquela tentação de trabalhar no sofá? Melhor esquecer já que o sofá não permite um alinhamento adequado da coluna vertebral para se trabalhar com um notebook, por exemplo. “Esse hábito é contraindicado, pois pode resultar em dores na região cervical e lombar”, destaca. Ainda em relação a quem utiliza notebook, o ideal seria contar com teclado e mouse extras.


    Deon comenta que, antes, durante e depois do expediente, é importante realizar alguns exercícios de alongamento, pois isso permite que o corpo tolere a postura de trabalho. Além disso, Deon sugere intervalos ou pausas rápidas durante o dia. “Cerca de 10 a 15 segundos são suficientes para mudar a nossa postura de trabalho, espreguiçar ou realizar um alongamento. Se você trabalha sentado, levante-se e estique seu corpo. Se trabalha em pé, agache-se e relaxe suas costas. Esses comportamentos fazem com que a atividade seja mais produtiva e evita dores indesejadas”, recomenda o professor.

    Comentários

    Comente ...